Comércio de São Paulo é liberado aos finais de semana | ACIRP


03/02/2021

Comércio de São Paulo é liberado aos finais de semana

O governo paulista flexibilizou as medidas restritivas que impediam a abertura do comércio e serviços aos finais de semana. A partir de sábado, 6/02, os estabelecimentos que se encontram em regiões enquadradas na fase laranja do Plano São Paulo poderão realizar atendimento presencial das 6h às 20h.

Segundo o governo do estado, a liberação ocorre após melhora nos indicadores da pandemia.

A venda de bebidas alcoólicas em lojas de conveniência só pode ocorrer entre 6h e 20h. Somente a partir da fase verde, a mais branda, é que essa comercialização poderá voltar a ser feita sem restrições.

A decisão beneficia municípios da Grande São Paulo e das regiões de Araçatuba, Araraquara, Baixada Santista, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Registro, São João da Boa Vista e São José do Rio Preto e Sorocaba, que estão na fase laranja.

Na etapa laranja, academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios podem funcionar por até oito horas diárias, com atendimento presencial limitado a 40% da capacidade, com início às 6h e encerramento às 20h.

Os parques também estão liberados nesta fase. O consumo local em bares está totalmente proibido.

As regiões de Barretos, Bauru, Franca, Marília, Ribeirão Preto e Taubaté, as restrições da fase vermelha estão mantidas em tempo integral. Todas as seis regiões estão com ocupação hospitalar de pacientes graves com covid-19 acima de 75%.

A fase vermelha só permite serviços como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria.

Bares, restaurantes, lojas de rua, shoppings e demais atividades não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.

Foram liberados pelo governo R$ 125 milhões em crédito por meio do Banco do Povo e do Banco Desenvolve SP. Segundo Doria, os empréstimos serão concedidos a juros baixos e sem burocracia.

Também foi anunciada nesta quarta-feira, 3/02, a suspensão no corte de fornecimento de gás e água para todos os estabelecimentos comerciais até 30 de março.

As contas pendentes ainda poderão ser parceladas, sem multas ou juros, por até 12 meses.

 

FONTE: Diário do Comércio