Governo de SP abre linha emergencial de crédito para MPEs | ACIRP


30/03/2020

Governo de SP abre linha emergencial de crédito para MPEs

Por Sebrae-SP / Créditolinha de créditoMEIMP

Entre as iniciativas para minimizar os impactos da crise causada pelo coronavírus está uma linha de crédito emergencial para as micro e pequenas empresas -MPEs. A linha é uma iniciativa da Comissão Econômica do Governo do Estado de São Paulo e os créditos serão liberados por meio do Banco do Povo e Desenvolve SP – O Banco do Empreendedor.

De acordo com o Governo Estadual, os R$ 500 milhões a serem disponibilizados com crédito emergencial incluem ainda um pacote especial para as empresas dos setores de Turismo, Viagens, Economia Criativa e Comércio.

O Banco Empreendedor reduziu a taxa de juros da linha de capital de giro de 1,43% para 1,20% ao mês. O prazo do financiamento subiu de 36 para 60 meses, e a carência foi de três para 12 meses. Os financiamentos de capital de giro estão disponíveis para empresas paulistas com faturamento anual entre R$ 81 mil e R$ 90 milhões.

E possível fazer uma simulação no site do Desenvolve SP. A Alshop (Associação Brasileiro de Lojistas de Shoppings) fez um passo a passo sobre como o empreendedores varejistas podem solicitar o seu crédito.

Confira:

Antes de seguir com o preenchimento no site, vocês deverão separar os seguintes documentos:

1- Certidão de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN);

2- Certificado de Regularidade do FGTS;

3- Recibo de entrega do RAIS do ano anterior;

4- Licença Ambiental (CETESB) ou Declaração de Atividade Isenta de Licenciamento (DAIL);

5- Não possuir pendências financeiras, no Concentre e no Cadin.

 
Então…

• Acesse o site: www.desenvolvesp.com.br

• Clicar no botão “Solicitar financiamento” (lado direito superior da tela)

• Preencher com os dados da empresa e clicar no botão “OK”

• Você receberá um e-mail para confirmar a solicitação, clique no primeiro link para confirmar a solicitação.

• Entre no portal e confirme login e senha.

• Inserir login e senha e realizar o preenchimento do Pedido de Financiamento:

• Clicar em “Pedido de financiamento” e em seguida, “Crédito Digital/Capital de Giro”

• Clicar em “Novo”

• Preencher todos os dados solicitados.

A Alshop também anunciou que está pedindo ao Governo Federal a liberação do Fundo de Amparo ao Trabalhador para que esse recurso banque os salários dos colaboradores nesse período de estabelecimentos em horário restrito ou fechado temporariamente.

O consultor de negócios do Sebrae-SP Felipe Chiconato lembra que o acesso a crédito agora neste momento precisa ser feito com muita cautela e, dependendo do caso, a tomada de crédito emergencial agora pode agravar ainda mais a situação financeira da empresa.

“O que temos aconselhados aos clientes é a redução de custo ou prolongamento destes, negociação com credores para maiores prazos, revezamento, férias, descanso de banco de horas para quem possuir, buscar inovar e adequar a sua foram de atuar no novo cenário”, diz. “Mas opte pela contratação de crédito, a recomendação é de muita cautela, pois, infelizmente, neste momento ninguém consegue prever o período em que esta crise vai se estender, e o crédito mal tomado inviabiliza os negócios”, conclui.


Condições especiais do Banco do Povo

O governo estadual também havia anunciado na sexta-feira passada (13/03) que o Banco do Povo está concedendo R$ 25 milhões para micro e pequenos empreendedores. A linha de microcrédito, que já é competitiva, está com redução da taxa de juros de 1% para 0,35% ao mês. O prazo para pagamento passou de 24 para 36 meses, já incluindo o prazo de carência, que aumentou de 60 para 90 dias. Pedidos de concessão de crédito sem avalista passam de R$ 1 mil para R$ 3 mil.

Além disso, haverá prorrogação do prazo de vencimento das parcelas de dívidas, de 30 para 90 dias, de clientes com contratos vigentes em dia e limitados aos valores já utilizados. Haverá o prazo de prorrogação dos vencimentos das parcelas das dívidas, de 30 para 90 dias, de clientes com contratos vigentes em dia e limitados aos valores já utilizados.

Mediante análise de crédito e comprovação de endereço, o Banco do Povo financia micros e pequenos negócios formais (MEIs, MEs, LTDAs e EIRELIs) e também microempreendedores urbanos e rurais, inclusive os do setor informal. As linhas de crédito vão de R$ 200 até R$ 20 mil.


Caixa Econômica

O Governo Federal também anunciou medidas de crédito emergencial para as MPEs por meio da Caixa Econômica. Para micro e pequenas empresas, a redução de juros será de até 45% nas linhas de capital de giro, com taxas a partir de 0,57% ao mês. As principais medidas incluem:

-Carência de até 60 dias nas operações parceladas de capital de giro e renegociação para contratos de pessoa física e jurídica, inclusive contratos habitacionais.

– As empresas poderão solicitar pausa estendida de até duas prestações em seus contratos habitacionais.

– Linhas de crédito especiais, com até seis meses de carência, para empresas que atuam nos setores de comércio e prestação de serviços.

– Linhas de aquisição de máquinas e equipamentos e até 60 meses para pagamento.

Além do crédito emergencial anunciado, os governos também anunciaram outras medidas para aliviar temporariamente algumas das obrigações dos empresários, a saber.