Setor de serviços se recupera com flexibilização das medidas restritivas | ACIRP


30/07/2021

Setor de serviços se recupera com flexibilização das medidas restritivas

O volume de serviços prestados apresentou alta de 1,2% em maio, na comparação com abril, e de 23% ante igual mês de 2020


  Por Instituto Gastão Vidigal
  
Da equipe de economistas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP)


Em maio, os serviços mantiveram a tendência de recuperação, embora menos intensa que nos casos da indústria e do comércio.

Para os economistas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), a perspectiva para os próximos meses é positiva, não somente pela fraca base de comparação de 2020, mas também devido ao avanço da vacinação, que permitirá flexibilizar ainda mais o isolamento social, garantindo o retorno paulatino das atividades do setor à normalidade.

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em maio, o volume de serviços prestados apresentou alta de 1,2%, livre de efeitos sazonais, próxima às previsões de mercado.

Na comparação com o mesmo mês de 2020, houve elevação recorde de 23,0%, mais intensa que a registrada na leitura anterior. Nos últimos 12 meses, houve recuo mais uma vez, que alcançou a 2,2%, embora progressivamente menos acentuado.

O forte crescimento anual se explicaria fundamentalmente pela menor base de comparação de 2020, mas também refletiria os efeitos positivos da redução do isolamento social, da maior geração de empregos e do aumento da renda das famílias, propiciado pela volta do auxílio emergencial, ainda que em menor valor e com menor alcance.

Nessa mesma base de comparação, todas as cinco atividades consideradas na PMS mostraram expansão, com destaque para os serviços prestados às famílias, notadamente hotéis, restaurantes, bufês e atividades de condicionamento físico, segmento fortemente caracterizado por atendimento presencial, que foi muito afetado pelo isolamento social no início da pandemia.

Também se destacaram transportes, principalmente de tipo terrestre e aéreo, serviços profissionais, administrativos e complementares, impulsionados pelos serviços de administração e engenharia e serviços de informação e comunicação, com crescimento de portais de internet, serviços de busca e suporte técnico de tecnologia da informação. Outras contribuições positivas vieram do ramo de outros serviços, por corretagem de títulos e valores imobiliários, apoio ao desenvolvimento florestal e recuperação de plásticos. Em particular, o agregado do turismo apresentou forte crescimento na comparação com maio do ano passado.



FONTE: Diário do Comércio



ATMOSFERA
wepsSELOouro